Centro de Integração Empresa Escola de Pernambuco
 
Clique aqui se você é estudante e deseja estagiar


Clique aqui se você é uma Unidade Concedente de Estágio
Clique aqui se você é uma Instituição de Ensino

 
 
Página Inicial Voltar Mapa de imagens. Clique em cada um dos círculos.
Notícias

ARTIGO Mais vagas do que profissionais
  05/05/2011

Há oito anos, o Brasil não registra um índice de desemprego tão baixo quanto o que encerrou 2010. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa média ficou em 6,7% nas seis principais regiões metropolitanas. Isso mostra o quanto o mercado de trabalho está aquecido e carente de mão de obra. Não é difícil concluir, portanto, que já há setores estratégicos em que os postos em aberto são mais numerosos do que os profissionais qualificados para ocupá-los.

Dessa maneira, inverte-se um paradigma que há décadas vinha manchando o desempenho socioeconômico do País. Mas, alerte-se, isso há motivo apenas para comemoração, pois, quanto mais baixo é o índice de desemprego, mais se aproxima o “apagão da mão de obra”, um dos mais implacáveis gargalos do desenvolvimento nacional. Gargalo este que talvez seja mais nocivo para o Brasil do que para as empresas. As organizações instaladas contam com recursos que, a curto prazo, permitirão aproveitar plenamente o aquecimento econômico. Prova disso é o balanço divulgado pelo Ministério do Trabalho sobre o ritmo da importação de profissionais nos últimos cinco anos: aproximadamente 180 mil estrangeiros vieram de todas as partes do mundo para atuar no mercado brasileiro. Só no primeiro semestre de 2010, mais de 22 mil pediram visto de trabalho e a estimativa era de que, até o final de dezembro, esse número ultrapassasse a marca histórica de 46 mil.

Para impedir que milhões de brasileiros fiquem à margem do bom momento do mercado, a utilização do estágio como uma eficiente política de atração e capacitação de talentos ganha importância redobrada, pois alimenta um círculo virtuoso a partir da base do quadro de colaboradores, fomentando o aprimoramento do capital humano brasileiro. Investir nos jovens é sempre rentável, pois, como comprova uma pesquisa do instituto TNS InterScience, o índice de efetivação de estagiários gira em torno dos 64%. Além disso, não faltam estudantes aptos a serem formados de acordo com os valores e as necessidades das organizações: só o banco de perfis do CIEE conta com 1,2 milhão de candidatos à espera de uma convocação para processos seletivos. A solução do “apagão” está na mão das empresas e na imensa força criativa da nossa juventude.



Nossas Unidades

Atualmente, está instalado no Recife, Caruaru, Garanhuns, Petrolina, Jaboatão dos Guararapes, Vitória de Santo Antão, Ipojuca, Olinda, Paulista, Limoeiro, Serra Talhada, Salgueiro e Gravatá.

Clique aqui para saber mais informações sobre nossas unidades e horários de atendimento.

Fale com o CIEE-PE

Estudantes: (81) 3131-6100
Unidades concedentes de estágio: (81) 3131-6000
Instituições de ensino: (81) 3131-6000

Clique para enviar sua dúvida, sugestão ou crítica.


             

 

Centro de Integração Empresa-Escola de Pernambuco - Todos os direitos reservados
CNPJ: 10.998.292/0001-57