Centro de Integração Empresa Escola de Pernambuco
 
Clique aqui se você é estudante e deseja estagiar


Clique aqui se você é uma Unidade Concedente de Estágio
Clique aqui se você é uma Instituição de Ensino

 
 
Página Inicial Voltar Mapa de imagens. Clique em cada um dos círculos.
Notícias

ARTIGO - Meio Século do MCP
  13/05/2015

Germano Coelho*

Neste dia, 13 de maio, em 1960, nascia, no Recife, o Movimento de Cultura Popular.
Meio século depois, ele é lembrado pelo exemplo que deu.

Uniu jovens, intelectuais e artistas, homens e mulheres do povo, para levar a educação para todos.  Aliou-se a um homem, que tinha coração e alma para sentir o abandono dos pobres, no Brasil. E, com ele, montou sua tenda, no antigo Arraial do Bom Jesus, em Casa Amarela.

Ele se fez prefeito do Recife e, depois, três vezes Governador de Pernambuco. Saiu do Palácio do Governo, ameaçado por tanques de guerra, preso pelos militares e enviado para as Ilhas de Fernando de Noronha, no meio do oceano profundo.

No MCP abriu Escolas para 20 mil crianças abandonadas nos mangues, nos morros e alagados. E, como os pais também quisessem aprender a ler, escrever e contar, criou Escolas Radiofônicas, e passou a educar mais 30 mil alunos adultos, no Recife.

Transformou as praças de Casa Amarela, Iputinga, Várzea, Beberibe e Torre em Praças de Cultura e o Sítio da Trindade em Parque de Cultura do Arraial do Bom Jesus. Praças e Parques, com Bibliotecas, emprestando livros, TVs promovendo debates, estudantes recitando poesias, colhendo textos célebres.

Ouvia-se o nome, “Olavo Bilac”. E os versos que ecoavam junto na plateia:


A PÁTRIA

Ama, com fé e orgulho, a terra em que nasceste!
Criança! Não verás nenhum País como este!
Olha que céu! Que mar! Que rios! Que floresta!
A natureza aqui, perpetuamente em festa,
É um seio de mãe, a transbordar carinhos.
Vê que vida há no chão!
Vê que vida há nos ninhos!
Que se balançam no ar, entre os ramos inquietos!
Vê que luz, que calor, que multidão de insetos!
Vê que grande extensão de matas, onde impera
Fecunda e luminosa, a eterna primavera!
Boa terra! Jamais negou a quem trabalha o pão que mata a fome, o teto que agasalha,
Quem com seu suor a fecunda e umedece
Vê pago o seu esforço, e é feliz, e enriquece!
Criança! Não verás País nenhum como este:
Imita, na grandeza, a terra em que nasceste!

*Fundador e  1º Presidente do MCP, Fundador e Superintendente Executivo do CIEE/PE



Nossas Unidades

Atualmente, está instalado no Recife, Caruaru, Garanhuns, Petrolina, Jaboatão dos Guararapes, Vitória de Santo Antão, Ipojuca, Olinda, Paulista, Limoeiro e Serra Talhada.

Clique aqui para saber mais informações sobre nossas unidades e horários de atendimento.

Fale com o CIEE-PE

Estudantes: (81) 3131-6100
Unidades concedentes de estágio: (81) 3131-6000
Instituições de ensino: (81) 3131-6000

Clique para enviar sua dúvida, sugestão ou crítica.


         

 

Centro de Integração Empresa-Escola de Pernambuco - Todos os direitos reservados
CNPJ: 10.998.292/0001-57